Ale Esclapes

Psicanalista, professor, escritor, palestrante e diretor da Escola Paulista de Psicanálise-EPP e do Instituto Melanie Klein-IMK. Autor do Livro: A pobreza do Analista e outros trabalhos 1997-2015 e organizador da Coleção Transformações & Invariâncias que em 2017 está no quinto volume. 

E-mail: esclapes@apsicanalise.com  Tel. (11) 3628 1262
Av. Angélica, 2.355 Cj. 51 - Higienópolis São Paulo/SP
Lattes: https://goo.gl/B4RtHZ
Mídias sociais: /AleEsclapes

PSICANÁLISE

01

Psicanalista, atende em consultório particular adultos, adolescentes e casais.

O atendimento em psicanálise é realizado e feito de forma presencial e online. No caso de atendimento de casais e adolescentes é recomendável atendimento presencial.

02

Supervisão clínica e grupos de estudos para psicanalistas. 

A supervisão clínica visa um outro olhar sobre as relações transferenciais e contra-transferenciais e os grupos de estudos visam um aprofundamento na teoria e práticas da psicanálise. 

03

Palestras corporativas. 

Pensar o ser humano, suas dificuldades atuais, seu tempo, seus anseios e angústias é um dos desafios do psicanalista, cujo olhar pode ser compartilhado, ajudando as corporações e entender e se relacionar com seus colaboradores.  

Publicações

Coleção Transformações & Invariâncias

A coleção Transformações & Invariâncias, da Escola Paulista de Psicanálise, é publicada anualmente pela Editora Pontes. A ambiguidade no nome faz uma homenagem ao psicanalista W. Bion e tem o propósito de abarcar as duas direções principais das pesquisas de que a coleção resultou, examinadas de diferentes perspectivas teóricas, embora tendo predominantemente o embasamento psicanalítico. 

A pobreza do analista

A obra foca a contemporaneidade, as relações de poder e consumo e suas consequências no âmbito da constituição do sujeito. Fornece-nos um campo de estudos onde a superficialização das relações, a não construção do sujeito e o resultado psíquico disto contaminam a obra de inúmeros autores. Com denominações diferentes, e partindo de singularidades diversas, flertam com conteúdo teórico de diversas ciências mantendo como base as suas, produzindo ao final conceitos e conclusões que, em sua essência, corroboram-se entre si e ampliam a percepção da complexidade inerente a questão. Alexandre Esclapes, centra a observação da relação do indivíduo com o capitalismo.