Transferência em Klein

Por Ale Esclapes¹

Nesse vídeo abordo as raízes da visão kleiniana da transferência no brincadeira infantil, bem como a ênfase muito mais na espacialidade que na temporalidade (como era a ênfase em Freud).

O movimento romântico...

Tema: O movimento romântico e a obra de Freud

Ementa: A psicanálise nasceu imersa em um caldeirão cultural na Alemanha do século XX, onde o romantismo e o idealismo eram escolas fortes de pensamentos. Ecos desses movimentos se encontraram nas reflexões de Freud, em suas formulações sobre a neurose e histeria.

Emília no país da gramática - assimetrias psicanalíticas - (REALIZ. EM 19/10)

Nesse segundo encontro sobre a obra de Ignácio Matte-Blanco analisamos as formas gramaticais e assimétricas de existência do indivíduo em Monteiro Lobato, bem como sua interação com as formas infinitas da lógica do País das Maravilhas de Lewis Carroll. 

Inveja

Por Ale Esclapes¹

O conceito de inveja e gratidão é um dos cruciais no pensamento kleiniano e dos pós-klenianos como Hanna Segal e Betty Joseph.Nesse vídeo faço uma primeira aproximação desses dois conceitos dentro da obra de M. Klein

A realidade do sensível...

Tema: A realidade do sensível em David Hume e na psican

Ementa: O que é realidade? Existe uma realidade para fora de nosso pensamento? Realidade seria nossas ideias ou nossos sentimentos? É possível falar em real para além das nossas percepções? Nesse curso breve serão discutidos três pontos de vista sobre o assunto, a partir de quatro autores: o filósofo David Hume, e os psicanalistas: Freud, Winnicott e Bion.

Hamlet e a origem do ser

Tema: Hamlet e a origem do ser

Ementa: S. Freud chegou a fazer uma análise do Hamlet utilizando o Complexo de Édipo, mas há quem diga que Hamlet seja maior do que Édipo. Esse encontro busca caminhar no limite desse personagem enigmático – “ser ou não ser” é o grande legado de Shakespeare para a humanidade.

Psicoterapia da Histeria

Por Ale Esclapes¹

Nesse artigo vou discutir as mudanças técnicas empregadas por Freud ao longo da obra "Estudos sobre Histeria" e fazer uma análise da parte final do livro chamada “A psicoterapia da Histeria” escrita por Freud. O modelo catártico tem um elemento temporal muito forte que entrelaça um trauma a um sintoma. Isso faz com que a técnica consista numa investigação de causas. No início a hipnose, bem como os poderes que se imaginava que essa tivesse desde de Mesmer, ou seja, ampliação da consciência o que permitiria lembrar de fatos recalcados.

Posições PS-D

Por Ale Esclapes¹

Nesse vídeo discuto o cenário teórico e histórico da criação do conceito de posição na obra de Melanie Klein.

Sobrevivendo...

Tema: Sobrevivendo à desumanização

Palestrante:  Alê Esclapes - Psicanalista, professor, escritor e diretor da Escola Paulista de Psicanálise-EPP e do Instituto Melanie Klein-IMK. Autor do Livro "A pobreza do Analista e outros trabalhos 1997-2015" e organizador da Coleção Transformações & Invariâncias.

Intuição - de Bergson...

Tema: Intuição - de Bergson à Bion

Ementa:  A intuição foi elevada por Bergson ao status de metodologia filosófica. Freud nunca escreveu um artigo sobre esse tema, e a colocou como um dos recursos do analista, mas, aos poucos, sua importância clínica foi se tornando inegável. Klein é um exemplo do extenso uso da intuição quando do trabalho de crianças, e Bion, ao final da década de 60 (do século passado), deu à intuição um lugar mais central na clínica. Não por acaso na biblioteca de Bion foram encontrados livros de Bergson.

Macbeth - a inveja...

Tema: Macbeth - a inveja e a cobiça

Ementa: Seria essa peça sobre a ambição de Macbeth pelo trono? Não seria Lady Macbeth o papel principal da peça? Masculino e feminino se misturam na inveja e na cobiça, onde os deuses são chamados para engrossar o sangue para que se suporte o que virá.